• contato@marloncamargo.com.br

Estrutura de Conteúdo

LIVE O PODER DA COMUNICAÇÃO – com Luciano Subirá

Participei de uma live com o autor Luciano Subirá. Discutimos a relação que há entre a Estrutura de Conteúdo, o poder da comunicação e a igreja na contemporaneidade.

Live com Luciano Subirá sobre comunicação estratégica.

A ESTRUTURA DE CONTEÚDO ENQUANTO ESTRATÉGIA

Essa é a base da tese que estou produzindo para conclusão do doutorado em Comunicação e Linguagens na Universidade Tuiuti do Paraná.

A inquietação que motivou a investigação associada a este trabalho surgiu com a percepção da adoção do “marketing de conteúdo” (Joe Pulizzi) por diversas instituições, em um processo de “hibridização” (Rogério Covaleski) da publicidade. Ao considerar tal adoção e as premissas do marketing de conteúdo – (i) produção de conteúdo recorrente e (ii) autonomia sobre a veiculação –, é desenvolvido e apresentado na tese o conceito de Estrutura de Conteúdo enquanto alternativa teórica “estratégica” (Michel Certeau) na produção de significados em um contexto “hipermoderno” (Gilles Lipovetsky). A Estrutura de Conteúdo engloba as premissas (i) e (ii) mencionadas acima e potencializa a produção de significados ao incorporar em seu discurso um padrão cultural geral, vinculado a uma (iii) “estrutura de sentimento” (Raymond Williams). A perspectiva cooperaria para a implantação e manutenção de “leituras preferenciais” (Stuart Hall) que, quando aplicadas em um contexto de crises de identidades baseadas na ausência do senso comunitário, produziriam significados, uma espécie de “sentido” (Peter Berger), habilitando a constituição de “comunidades imaginadas” (Benedit Anderson). Investigam-se, ainda, possíveis desvios entre o discurso proferido naquelas “comunidades imaginadas” e a materialidade vivida por seus participantes. Entende-se que o conceito aqui apresentado pode ser aplicado em qualquer instituição que adote a Estrutura de Conteúdo; entretanto, as análises conduzidas nesta pesquisa utilizam como corpus a Igreja Batista Atitude, por meio de análise de discurso da instituição, associada a pesquisas qualitativas e quantitativas.

TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO ESTRATÉGICA

TREINAMENTO EM
COMUNICAÇÃO ESTRATÉGICA

Tempo estimado: 12h

Objetivo: despertar a instituição para o investimento estratégico em comunicação.

Público: Gestores, líderes e equipe de comunicação.

MÓDULO 01: Trata da importância da comunicação estratégica como mecanismo para estabelecer uma marca sólida, influente e relevante perante a sociedade.

MÓDULO 02: É um incentivo para uma comunicação estratégica com base em processos estruturados que estimulam a inovação e a criatividade.

MÓDULO 03: Apresenta o conteúdo como elemento estratégico para gerar presença digital e relevância.




PALESTRAS

COMUNICAÇÃO DIGITAL COMO ELEMENTO ESTRATÉGICO: apresenta conceitos de comunicação estratégica e tem como objetivo estimular as organizações e indivíduos a trabalharem melhor a sua presença digital de forma intencional e consciente.

O PODER DA COMUNICAÇÃO NA SOCIEDADE EM REDE: estimula a instituição a tomar consciência da potência que é trabalhar uma comunicação intencional e a sua força perante os consumidores.

O DESAFIO DE COMUNICAR NA HIPERMODERNIDADE: trata sobre os desafios das instituições em comunicar com um sujeito hipermoderno que é fragmentado culturalmente e tem com uma relação acelerada com a sua existência.

COMUNICAÇÃO DOS LÍDERES NO AMBIENTE DIGITAL: todo gestor é um líder e um influenciador em potencial. Nessa fala se trata da comunicação pessoal no ambiente digital.

COMUNICAÇÃO ESTRATÉGICA PASSO A PASSO

Utilizo seis caminhos para conduzir um projeto. Através deles, cumpro o propósito de inspirar e capacitar pessoas e instituições para agirem de forma estratégica, criativa e inovadora. Ao utilizar a ESTRUTURA DE CONTEÚDO como ferramenta estratégica.

DIAGNÓSTICO

Desvendar o real desafio é fundamental para propor soluções estratégicas e inovadoras. Nesse processo é utilizado o método Canvas que permite mapear o modelo de negócio e identificar, através de um processo visual, quais as principais “dores” (problemática) que precisam de solução.

IMERSÃO

É um dos processos mais importantes do projeto. Aqui a caminhada é em direção ao target. O principal objetivo é entender o consumidor e o mercado o qual se está inserido.  A imersão acontece nas seguintes dimensões: desk research, etnografia urbana e net-nografia. Esse é um processo fundamental que resulta na construção de personas e gera insights para possíveis caminhos estratégicos.

IDEAÇÃO

Aqui, é fundamental um ambiente livre, descontraído e com processos estruturados. Pode parecer contraditório falar em processos em um ambiente criativo. Mas, sim, é fundamental estruturar um fluxo da ideação para gerar sinapses e boas ideias. Para isso, acreditamos em duas ferramentas incríveis: gamestorming e a facilitação gráfica.

PROTÓTIPO

Trata-se de um item importante, que complementa o processo de ideação. Poderíamos dizer que ele é a ponte entre as ideias e a sua execução. Através do protótipo é possível construir um “rascunho” do projeto, de tal forma, que permita entender na prática como seriam as ideias e suas aplicações. Uma boa ideia só é uma boa ideia. Uma boa ideia bem executada é inovação.

GESTÃO DE PROJETO

Um ponto fundamental dentro de um projeto é delimitar os passos, item a item, necessários para realização do projeto. De forma simples e intuitiva delimitamos o passo a passo diário e os responsáveis por cada tarefa. Assim, toda a equipe visualiza o todo e torna-se mais fácil para gerenciar a rotina do projeto.

CONTENT MARKETING

Ao longo dos anos convivendo no mundo da comunicação sempre nos brilhou aos olhos a narrativa, ou para ser mais contemporâneo o storytelling. Por muito tempo aplicamos o storytelling em apresentações corporativas e vídeos. Com o amadurecimento e profundas pesquisas percebemos que todos os nossos serviços estão diretamente ligados ao Content Marketing. O content marketing é um método que tem como objetivo gerar resultados por meio da entrega de conteúdo relevante a um determinado público.

O PODER DO CONTENT MARKETING

O content marketing é algo antigo e ganha força pelo uso da internet.

Uma das boas descobertas ao longo do meu mestrado foi o paralelo entre o content marketing e as relações de poder estabelecidas por meio da produção de conteúdo recorrente. O poder da comunicação esteve por muitos anos centralizado nas mãos da grande mídia. Desde 1995 o cenário mudou com a chegada da internet. Agora, as instituições e os indivíduos encontram no content marketing ferramentas necessárias para o estabelecimento de relações de poder. Quando se fala em poder, é comum pensar no poder coercitivo que um ser superior determina e os seus súditos obedecem. No contexto aqui utilizado se parte da proposta de Foucault ao considerar que poder não existe. O que há, são relações de poder que na maioria das vezes se estabelece com significados concebidos por meio de narrativas.

O PODER DO CONTENT MARKETING ESTÁ NA SIMETRIA DE COMUNICAÇÃO

Um texto envolvente, clássico da comunicação, é o Codificação e Decodificação de Stuart Hall. Para ele, a comunicação efetiva acontece quando se gera simetria entre quem codifica a mensagem e aquele que a decodifica. Essa simetria no content marketing se estabelece a partir da recorrência do conteúdo. Um bom exemplo para tangibilizar a ideia de simetria na comunicação é imaginar um encontro casual no shopping entre você e aquele jornalista que todas as manhãs você o ouve no rádio. O mais comum é você seguir o seu impulso e ir ao encontro do jornalista, você o chama pelo nome, o trata de modo íntimo e conhece todas as suas ideias de mundo. Isso ocorre porque o conteúdo recorrente – todas as manhãs – produz essa simetria. Quando há uma audiência fiel constituída há também uma deliberada influência em sua decodificação. Perceba que se trata de uma influência, logo, sempre haverá a escolha do decodificador. Entretanto, a simetria na comunicação tende aproduzir uma leitura preferencial por parte da audiência.

TAKEAWAY

O poder do content marketing está na palma das mãos. A decisão é se ele estará nas suas mãos ou na de terceiros. Há uma explosão do que se convencionou chamar de influencers digitais. Trata-se de indivíduos que se apropriaram da produção de conteúdo para ter voz no mundo.

E você tem voz?

1